segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

embaraço



sobre essa imensa carga de espaços
eu dispenso
nada mais gritante do que um embaraço

sou só ouvidos, sou só coração
antes de qualquer espasmo
antes de tentar ser só mão
                                [ irmão


sou só compreendido
dentro da razão
porque esta é insensata
tantas versões dela, obstantes
aos olhos de tantos mutantes
tantas verdades correlatas

um menino em cara e homem
em ordens assim dispostas:
não me apetece do que me é sensível
simplesmente lhe virar as costas

Nenhum comentário:

Postar um comentário