quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

pesado







acordei e estava nublado
desses dias que dá pra dormir
mas que apesar de todas os fatores
você se torna insone

dia de acordar cedo pra comprar pão
receber a garoa no rosto
sentir o verão feliz ao som dos Smiths
mas não havia garoa, o vento estava seco
e os Smiths eram os Smiths

dia de olhar o reflexo das luzes
no carro molhado
mas o carro está sujo
e o dia, acinzentado

nada no dia tem graça
tudo sem cor, sem alma,
nesse dia o seu lar não é seu lar
a gravidade faz o chão ficar mais pesado
e para escorregar basta estar liso

o sol não está no lugar
mas num distante sorriso

Nenhum comentário:

Postar um comentário