segunda-feira, 28 de setembro de 2015

apollo 1






a forma como você
displicentemente desloca o queixo
enquanto vira o rosto para a direção do meu
para finalmente olhar diretamente em meu olho
denuncia facilmente a natureza de sua existência
fielmente descreve a cor da sua alma
você é de aquário

como um sopro do destino
um recado do vento solar
que se manifesta
no discreto brilho amarelo
que o seu cabelo ganha
quando em contato ao sol

que se manifesta no silêncio ensurdecedor do seu sorriso
e na sucintez de tuas palavras
na tua comunicação clínica
                     [ no bisturi de seu vocabulário
no canto da sua fala simples
:bem-te-vi

a beleza mais sincera que me apareceu neste ano
de tantas super luas, sangrentas luas
é ironia da vida
o céu rindo e descrevendo os acontecimentos
aos quais fui sentenciado

uma garrafa cápsula lunar
com uma mensagem em braille
pra você ler de olhos fechados:

i want to sail

domingo, 20 de setembro de 2015

jovens e bonitos





é pra isso que devemos lutar
paz interna, paz de espírito
pacientes desse eterno berço azul
o melhor médico; homeopático
simpático naturalmente -
nos sorri todos os dias com esse céu azul

somos tão jovens
para transpirar esse suor tão azedo
tão jovens pra chorar, pra lamentar
quaisquer que sejam desventuras;
temos que aproveitar cada gota dessa existência
enquanto somos jovens e bonitos
enquanto o enquanto não é quanto
enquanto não acordamos e damos de cara com o espanto
pra não colocarmos a culpa do destino no santo
pra termos orgulho da culpa
da culpa de não sermos velhos e feios
enquanto somos jovens e bonitos

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

janela





às vezes se está tão fechado
que o mofo toma conta
você desconta
em tudo que está do lado de dentro

você esquece uma janela aberta
e pega um resfriado
evita o vento
e fecha as janelas também
para evitar o mau-olhado

vive de emplastro
como o Brás Cubas
morre e esquece que viveu
morre e não sabe
que as vizinhas que fofocam
também já morreram
e não toma nenhuma providência
pra não virar vizinha também

até que um evento incompreendido
te acorda pra vida
e é como se você rejuvenescesse 10 anos
é como se sua mãe invadisse a casa
balançando a poeira e levantando o sofá
botando os escorpiões pra correr
te obrigando a se cuidar
e te obrigando a viver

por mais eventos incompreendidos
por mais acidentes de percurso
eu não me incomodo com os desvios de rota
no fim
o caminho da viagem é o que importa

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

absolutamente nada






vamos parar de brincar
de esconde esconde
você me mostra onde
estão ocultos esses desejos secretos;
logo eu que sempre tive segredos tão discretos
de leve assim pra não distoar

e daí você para de fingir
que não liga pro que eu faço
que não liga pra mim e cancela
que não cancela eventos pensando em mim

e daí você para de beijar
as bocas dos meus interesses
para de me perseguir fazendo festa
cometendo crimes na minha frente
que para mim, hoje
mais parecem roubar doce de criança

vê se se toca
                        [ mais
vê se percebe o que é mais justo
e segue de uma vez uma vida simples
sem ligar muito pro que eu faço
se você disfarça eu também disfarço
e aí a gente finge que se ama e vive em paz

e entende de uma vez por todas
que absolutamente nada que fizer
pode me parar
de ser você

absolutamente nada
que você fizer pode me parar
e se esse é o meu crime
eu aceito de bom grado a pena
de não viver preso

absolutamente nada
vai me livrar dessa ideia
de que tudo tem que ser justo
e nem a mais absoluta cigana oblíqua
vai me enganar

eu só não quero ter que ligar
(já não ligo pra nada na vida e ter que ligar pra toda essa coisa)
gastar processamento à toa
desperdiçar neurônios que bem poderiam estar me deixando rico
em pensamentos tolos

                        [ do you wonder where she is this afternoon?

já que é pra ser assim...
eu aceito a pena de ser tirado de otário
de homem que não dá valor a nada
de ter fama de vacilão
pra guardar como um soldado
esse tesouro aqui no peito
sem corrente nem chave
pra qualquer um que sorrir sinceridade
pegar de mão cheia
no meu coração

eu vejo em cada um
um professor e um aprendiz
é por isso que estamos sempre por um triz
do beijo e do ódio
é por isso que você é tão boa atriz