quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

anne




tattoo, rock n' roll
baby led zeppelin
seu nome é faixa 1 de qualquer disco
a musa perfeita pra uma canção

olho cru, pesado, sorriso leve
rara dicotomia que não se percebe
a um primeiro olhar;
parece que vive de lua, a passear nos telhados
eu piso com cuidado pra não incomodar
ouço sua voz, solfejo um ou dois miados

taurina na sua mais espontânea face
kabuki, disfarce
eu não sei o que você é;
de dia lhe vejo sereia
à noite você tá de pé
                                 [ tão lindo sujo de areia
como se comandasse a maré

seu corpo avisa perigo
você me quebrou um dente
porque lhe abracei de costas
eu perderia minhas fichas em apostas
pra saber o que mais de mim levaria;
ao fim estaria feliz,
em total avaria

faltavam cinco noites para o ano acabar
quando você me ensinou como sentir o mar
as ondas levaram muito de mim
e a partir dali eu vi o mundo de outra forma:
a partir dali eu vi em ti o mundo
e desde então eu enxergo no mundo suas formas

Nenhum comentário:

Postar um comentário